Cervejas para Harmonizar com a Ceia de Natal

A ceia de Natal é recheada de pratos simbólicos e especiais (veja receitas aqui). Para beber você pode preparar um Ponche Natalino alcóolico ou não, pode preferir Espumantes ou então beber Vinhos. Agora, se quiser provar umas cervejas aqui vão algumas dicas de Cervejas para Harmonizar com a Ceia de Natal especiais do Fabiano Wohlers, beer sommelier do Mr. Beer Cervejas.

DUVEL

Frutas secas (mix de castanhas) – Vai bem com uma Duvel, famosa cerveja belga, do estilo Belgian Golden Strong Ale e fabricada pela Brouwerij Moortgat.  A Cremosa cerveja de coloração dourada, é levemente turva, suavemente frutada e tem toques florais no aroma apenas no aroma. Tem 8.5% de teor alcoólico. Ideal para ser degustada em um copo com formato de tulipa.

Chimay

Rabanada– Uma dubbel deve ir bem. Também uma Westmalle Dubbel ou até uma Stout. Um bom exemplo de Dubbel é a Chimay Red. Mais antiga da linha, é uma cerveja com uma atraente coloração acobreada, coberta com uma espuma cremosa e aroma frutado e condimentado. Possui 7% de teor alcoólico.

Panetone – O Panetone também vai bem com Dubbels. Harmonizá-los com a Chimay Red também é boa opção.

Colorado Demoseille

Pavê (chocolate ou nozes)- Qualquer Stout ou porter e strog dark ale, fruit lambics Um bom exemplo é a Colorado Demoseille. A cerveja premiada com medalha de ouro no European Beer Star 2008 leva café em sua formulação e harmoniza com pratos defumados ou mesmo uma sobremesa de chocolate. Possui 6% de teor alcoólico.

BLANCHE DE BRUXELLES

Bacalhau – Vai com uma WitBier, como a Blanche de Bruxelles. Cerveja genuinamente belga, é fermentada na garrafa com levedura e açúcar. Seu processo de fabricação é lento, o que proporciona sabor suave e requintado. Possui 40% de trigo, o que a deixa naturalmente turva. Aromas naturais de coentro e de casca de laranja são adicionados durante o processo de fabricação. 

Chimay

Pernil/Tender no abacaxi – Combina com o último lançamento da linha Chimay. A Chimay Triple.  De cor dourada, a cerveja trapista combina doce e amargo, que vem do lúpulo, em um raro equilíbrio. Possui toques frutados de laranja e pimenta do reino. Possui 8% de teor alcoólico.

 

 

 

Alessander Guerra

Envie uma mensagem