Cerveja Sixpoint chega ao Brasil

A cervejaria novaiorquina Sixpoint criada em 2004 em uma garagem de 244 m2, em Red Hook, no Brooklyn – chega ao Brasil, com exclusividade pela Lorch Importadora, em cinco versões: The Crisp, Sweet Action, Bengali Tiger, Righteous Ale e Resin. Todas em latas de alumínio coloridas, com design moderno, informações interessantes e a frase “Beer is Culture” (Cerveja é Cultura). A escolha das latas tem um motivo, segundo o produtor, elas protegem melhor a cerveja da luz e da oxidação e gastam menos recursos e energia. Para os colecionadores essas latinhas são uma ótima aquisição. É sempre mais fácil colecionar latas do que garrafas.

O nome “Sixpoint” e seu logotipo, a estrela de seis pontas, é um símbolo da arte cervejeira e identifica os cervejeiros desde a Idade Média, tempo em que o cultivo de grãos para fermentação de bebidas foi criado. Cada ponta é um elemento da fabricação artesanal: grãos, água, lúpulo, levedura, malte e o produtor.

Conhecida por não seguir estilos preconcebidos pelo mercado cervejeiro, a marca norte-americana tem produção artesanal e seu fundador Shane C. Welch prefere desenvolver rótulos experimentando diferentes grãos e lúpulos.

Eu provei todas elas ontem no P.J.Clarke´s harmonizadas com Fried Calamari, Chicken Wings, The Mini Cadillac (hambúrguer com bacon e cheddar, Pork Ribs e Gorgonzola;  posso dizer que valem ser provadas! A melhor delas será aquela que você gostar mais. Parabéns ao querido Véio do Mesa pra 1, por ter negociado a vinda dessas cervejas para o Brasil.

THE CRISP, uma lager pilsen, é refrescante, suave e tem aroma de lúpulo com notas herbais.

473 ML • 1 PINT /5,4% ALC. POR VOLUME /42 IBU • 5,9 SRM • LAGER

 

SWEET ACTION apresenta equilíbrio entre o doce e o amargo, a cevada e o lúpulo. É um exemplo da liberdade de produção: tem partes de ‘pale ale’, trigo e ‘cream ale’.

473 ML • 1 PINT / 5,2% ALC. POR VOLUME / 34 IBU • 12 SRM • ALE

 

BENGALI TIGER é uma interpretação caseira da marca para um ‘IPA’. Cerveja de cor alaranjada, no sabor prevalece o amargor de lúpulos cítricos com aroma de grapefruit e pinho.

473 ML • 1 PINT / 6,4% ALC. POR VOLUME / 62 IBU • 13 SRM • ALE

 

RIGHTEOUS ALE é feita com malte de centeio com lúpulos herbais e cítricos. Assim como os outros rótulos, com exceção da The Crisp, a Righteous passa pelo processo ‘dry-hopping’, que adiciona lúpulo na primeira etapa de fermentação para aumentar o aroma e o sabor, sem amargor.

473 ML • 1 PINT / 6,3% ALC. POR VOLUME / 57 IBU • 19 SRM • ALE

 

RESIN cerveja que celebra a extração da resina do lúpulo. Uma ‘Double IPA’ com sabor concentrado do lúpulo balanceado com o doce do malte.

355 ML • 1 PINT / 9,1% ALC. POR VOLUME / 103 IBU • 9,5 SRM • ALE

 

GLOSSÁRIO:
Índia Pale Ale (IPA): Estilo de cerveja desenvolvido pelos ingleses para ser exportada para Índia. Com mais lúpulo e teor alcoólico mais elevado, esta cerveja resistia melhor ao longo tempo de transporte da Inglaterra até a Índia. Possui sabor e aroma característicos de lúpulo, além de amargor intenso.

Double IPA: Baseado no estilo Índia Pale Ale, este estilo surgiu com o movimento do renascimento da cervejas artesanais nos Estados Unidos. Trata-se de uma versão turbinada da IPA, contendo mais álcool e mais lúpulo do que a convencional.

Cream ale: Estilo de cerveja que surgiu como versão Ale (cerveja de alta fermentação) para competir com as Lagers (baixa fermentação) americanas. Geralmente bem atenuada, rica em aromas, de cor amarelo claro a um dourado leve.

Dry Hopping: Processo de adição de lúpulo durante a fermentação, maturação, ou até mesmo durante o serviço, com o objetivo de conferir e ressaltar aromas de lúpulos nas cervejas.

 

 

Alessander Guerra

Envie uma mensagem