Fast Berlin – restaurante com comida de rua alemã

Em primeiro lugar cabe esclarecer que, esse Fast do Fast Berlin, não vem do inglês “rápido” e sim do alemão “quase”. A ideia do bar e restaurante, que oferece comida típica de rua da Alemanha, segundo seu proprietário, o alemão Peter Werny,  é ser “Quase Berlim” (Fast Berlin). Um lugar para matar as saudades das comidas de rua genuínas, vendidas em sua cidade natal.

O conceito do Fast Berlin é muito interessante “Pensei em  trazer a comida de food truck para dentro de um lugar com mais conforto, mesas e cadeiras, boa música ambiente alemã. Queria poder servir chopp, cervejas e vinhos. Mantivemos a cozinha à vista das pessoas, os pratos e talheres descartáveis e sustentáveis, e criamos um ambiente despojado, com ares de fábrica, misturando tijolo aparente com concreto e  chapas de aço” me contou Peter; falando do trabalho de seus sócios na casa Tony Guedes e Marcio Lopes do escritório +55 Arquitetura. Por lá você também encontra um painel na parede com bolachas de cerveja e chope de diversas épocas, desde que haviam duas Alemanhas, Oriental e Ocidental.

Melhor de tudo, o preço do Fast Berlin é de comida de rua, os pratos bem servidos e saborosos, cheios de segredos de família. Isso é que torna a cozinha do bar e restaurante autêntica. Os molhos de curry, páprica e a maionese, todos feitos na casa, tem sua identidade – são suaves, sem perderem o sabor característico. O Frikadelle – almôndegas de carne bovina e suína com molho de páprica, acompanhadas de Kartoffelsalat, salada de batata com picles de pepino – são receita da avó de Peter. A carne úmida e rosada por dentro, harmoniza muito bem com o molho de páprica e a consistente e refrescante salada de batata. A opção vegetariana do prato chega com almôndegas de lentilhas , cogumelos shitake e cenoura e molho de mostarda escura.

O Currywurst (salsicha ao molho de curry acompanhada de batata frita) prato icônico da capital alemã, é o ponto de partida do enxuto (quatro molhos, uma maionese especial, 12 pratos e duas sobremesas), porém eficiente e saboroso, cardápio do Fast Berlin . Pode ser preparado com salsicha de vitela (Kalbsbratwurst), carne suína (Frankfurter) ou a opção vegetariana feita com soja.

Quem gosta dos famosos Brezel, pães em forma de nó, muito típicos da Alemanha, vai encontrar uma versão bem crocante por fora, macia por dentro e de acidez equilibrada, produzida especialmente para o restaurante.

Uma deliciosa surpresa para os amantes de carne de porco é o Schweinebrötchen, sanduíche de costela suína desfiada com molho de curry e cebola frita – o interessante pão feito para o Fast Berlin , em forma arredondada, abriga abundante e suculento recheio de costela suína, tudo embalado pelo molho curry e acompanhado por fritas e maionese. É de lamber os dedos!

Parabéns ao chef Leo Gonçalves, que executa uma comida rápida, sem deixar de ser saborosa, bem cuidada e finalizada.

As duas únicas sobremesas do Fast Berlin , também valem ser provadas. O Apfelstudel (torta caseira de maçã com passas brancas) tem folhado muito crocante e a maçã firme, cremosa e bem temperada e o Käsekuchen (cheesecake alemã com calda de framboesas) diferente da versão americana, parece mais um bolo de queijo bastante cremoso.

A carta de bebidas também é um capítulo surpreendente quando você pensa em comida rápida. Por lá você encontra o chope HB, original da Oktoberfest de Munique no canecão de 500ml e o chope Erdinger com 300ml e 500ml, além de 37 opções de cervejas engarrafadas ou latas da Alemanha, República Tcheca, Holanda e EUA. Há sete rótulos de vinhos alemães, entre brancos, rosé e tintos; alguns com opção em taça como: o branco Pfaffmann Riesling feinherb; o rosé Kloster Riesling Spätlese trocken e o tinto Michel Spätburgunder trocken.

O Fast Berlin é daqueles lugares que você vai querer levar os amigos!

Acesse o facebook do Fast Berlin .

Alessander Guerra

Envie uma mensagem