Capril do Bosque

O legal de visitar a Capril do Bosque em Joanópolis (120km de São Paulo) é poder conhecer de perto como funciona a vida em torno de uma queijaria artesanal, nesse caso especializada em queijos finos de leite de cabra.Capril do Bosque _foto Cuecas na Cozinha

Capril do Bosque

Turismo Rural

O trabalho da criadora e mestre queijeira Heloisa Collins pode ser acompanhado de perto.

Na visitação ao estábulo suspenso de 200m² (que segue o sistema “elevage” francês), onde as cabras são chamadas pelo nome e é possível entender como funciona o manejo dos animais.

E também conhecer sua alimentação orgânica variada, a ordenha manual, entre tantos outros detalhes.

Detalhes que vão interferir na qualidade de vida, do leite e consequentemente dos queijos produzidos pela Capril do Bosque.

Ou mesmo, na visita a própria queijaria, onde será explicado como cada tipo de queijo requer cuidado e tempo especial para produção.Capril do Bosque _Cesta PicNic_foto Tadeu Brunelli

A experiência de turismo rural pode ficar completa com um picnic no bosque em área especialmente reservada.

Para isso é necessário o consumo de, pelo menos, uma cesta de picnic com produtos do próprio local.

Há certas regras de uso, afinal a propriedade é privada- todas as informações e também os preços, estão bem detalhados no site da Capril do Bosque.

Bistrô

Outra possibilidade, nos almoços de sábados, domingos e feriados é visitar o charmoso bistrô do espaço.

O restaurante oferece em seu menu, degustação dos queijos finos produzidos por lá e pratos da chef Ju Raposo (filha de Heloisa).

Menu que destaca a produção local, como a massa produzida no restaurante com caprichado recheio de queijo cremoso de cabra.

Há ainda uma pequena loja no bistrô, onde é possível comprar todos os produtos da Capril do BosqueCapril do Bosque _massa_foto Cuecas na Cozinha_home

Queijos

Entre os queijos produzidos por Heloisa Collins, alguns são do tipo Cendré – cobertos com carvão vegetal, que oferece certa cremosidade a massa.

Maturados com mofo branco são eles:

Rolinho Cendré 

  • o nome já sugere o formato da peça de aproximadamente 300g;

Cacauzinho 

  • em formato de rolo bem fino, cerca de 70g, maturado, utilizando cobertura de cacau e baunilha;

Coração em Brasa 

  • formato de coração, cerca de 300g, recheado com um fina camada de pimentas habaneras, chipotles e caienas;

Pirâmide do Bosque 

  • inspirada no Valençay, um queijo em formato de pirâmide chanfrada, com massa macia e úmida, tem cerca de 150g).

O Azul do Bosque é  da linha dos Queijos Azuis, assim chamados porque têm veios do fungo penicilium roqueforti.

Na França, o mais famoso é o Roquefort; na Itália, o Gorgonzola; na Dinamarca, o Danish Blue e na Inglaterra, o Stilton; enfim, muitos países europeus tem queijos azuis reconhecidos no mundo todo.

Azul do Bosque

  • muito cremoso e de sabor intenso, apresentado em peças de 220g
  • inspirado nos processos do Stilton inglês, só que lá são feitos com leite de vaca e aqui na Capril do Bosque produzidos com leite de cabra.

Capril do Bosque _foto Cuecas na Cozinha

+ Queijos

Há os queijos apenas Maturados com Mofos Brancos

Lua do Bosque

  • inspirado no Camembert, originalmente feito com leite de vaca no norte da França. Cremoso, de gosto suave e pouca acidez.

e do Rolinho do Bosque 

  • inspirado no queijo de cabra originário da cidade de Sainte Maure de Tourraine, possui forma cilíndrica em peças de 150g).

Há os queijos de Massa Cozida

Serra do Lopo

  • (foto abaixo), homenagem a bela serra local de Joanópolis (tem casca lavada na cerveja – mínimo de 20 banhos – é maturado por aproximadamente 40 dias;
  • Sua casca é seca e fina, macia e cremosa na boca, com certo amargor do lúpulo – peças de 200g e 400g).

Caprino do Embaixador 

  • segue a linha do Pecorino italiano;
  • maturado por 400 dias em baixa temperatura e prensado manualmente, apresentado em peças de 3kg ou cunhas de 250g.

Capril do Bosque _queijo_foto Tadeu Brunelli

A linha de Frescos conta com

Queijinho do Lobisomem  

  • formato de bolinhas de massa lisa, é marinado no azeite temperado com ervas finas e pimenta rosa – potes de 150g.

A suave e cremosa Coalhada Seca, oferecida em potes de 250g.

E o Chevre Cremoso

  • em pasta, o mais versátil do portfólio para uso na preparação de cremes, recheios, patês e outros pratos que exijam uma textura delicada.

Quem não puder visitar a Capril do Bosque pode ver no site, outras formas de adquirir os queijos.

Alessander Guerra

Envie uma mensagem