Casa de Grelhados e Templo da Carne Marcos Bassi

Casa de Grelhados Marcos Bassi_Bombom de Alcatra_foto Elza Gragnano

Uma coisa é certa, a Casa de Grelhados, assim como o Templo da Carne mantêm o compromisso com a história do grande mestre churrasqueiro Marcos Bassi (falecido em 2013). São lugares onde, sem dúvida, as carnes são respeitadas, não só pela qualidade dos cortes envolvidos, como na forma cuidadosa de preparo.

Os funcionários continuam com toda aquela cerimônia em torno do serviço das carnes e seus acompanhamentos. O icônico palmito pupunha, assado inteiro e sempre derretendo na boca, é destrinchado à mesa, frente os olhos e cliques de celulares dos clientes, por habilidosos garçons que fazem questão de manter a tradição de décadas de história.

Casa de Grelhados

Rosa Bassi e suas filhas, Tatiana e Fabiana, hoje cuidam dos produtos da marca Marcos Bassi (cortes de carne e acessórios para churrasqueiros)  e das churrascarias, o Templo da Carne – que, desde 1979, ocupa uma área de quase 1mil m2 no bairro do Bexiga – e o mais recente projeto, aberto em 2015 em parceria com um grupo de investidores, a Casa de Grelhados (Rua Ministro Jesuíno Cardoso, 501 – Vila Olímpia). Segundo, ela o próprio Bassi, tinha em seus planos desde 2009, abrir esse novo empreendimento. “Estamos tornando realidade a idéia de uma casa com serviço rápido e cardápio à la carte com sugestões individuais a preços acessíveis, mas com todos os atributos que o sobrenome Bassi priorizou em sua trajetória: produto padronizado, qualidade na matéria-prima e atendimento exemplar. Estamos falando de 50 anos de uma história de sucesso, que queremos valorizar e preservar”, ressalta Rosa.

Casa-de-Grelhados-Palmito

foto de divulgação

As duas casas possuem, logo na entrada, o Emporium – loja que vende os cortes de carne e demais produtos da grife Marcos Bassi para churrasqueiros. Os cardápios da Casa de Grelhados e Templo da Carne também são bem semelhantes e podem, inclusive, ser visualizados com preços em seus respectivos sites (exemplo que poderia virar moda na cidade). As diferenças básicas são que a nova churrascaria aposta nos cortes individuais como o Bombom de Alcatra,  Carré de Cordeiro, T-Bone Steak, Prime Rib, Bife Ancho, Assado de Tira, Bife de Chorizo e Bife de Tira (Picanha) – sempre preparados próximos da brasa, seguindo a tradição do mestre churrasqueiro. Duas exceções, servidas em pedaços que atendem 3 a 4 pessoas, são a tradicional Fraldinha e a Costela Bovina. Outro diferencial é que na Casa de Grelhados, a happy hour conta com petiscos variados e porções de carnes (costelinha suína, linguiça, bife de tira, fraldinha, etc), que podem ser acompanhadas dos vinhos da boa carta oferecida pela unidade, chopp ou drinks clássicos e autorais do barman Gustavo Peroni.

Minha opinião, a Casa de Grelhados investe num modelo antenado às necessidades e urgências modernas, tudo é mais rápido, prático e individual. O Templo da Carne requer cerimônia, não só pelo deslocamento ao bairro do Bexiga, mas também porque é preciso reservar algumas horas e alguns amigos para aproveitar uma boa refeição feita com certa reverência, afinal é um templo.

Casa de Grelhados – mapa

Templo da Carne – mapa

Postagens Relacionadas

Alessander Guerra

Envie uma mensagem