Mandioca Cozinha

Antes de mais nada, é sempre muito bom quando em meio a tantos restaurantes que abrem em São Paulo um traz seu toque inovador, assim é o Mandioca Cozinha!

Mandioca Cozinha

Projeto da chef pernambucana Madu Melo que tem como estrela principal a mandioca.

Mandioca, inhame, aipim, macaxeira, pão da terra, pão de pobre, maniva.

A rainha do Brasil atende por muitos nomes de Norte a Sul do país.

Inclusive você, que agora lê essa matéria, deve ter um nome pelo qual a conhece.

No Mandioca Cozinha, o ingrediente 100% nacional, então é utilizado da folha à raiz.

Em forma de tapiocas, beijus, farinhas, polvilhos, caldos, para citar alguns.

E ainda, bebidas fermentadas e destiladas, como  a Tiquira.

Uma aguardente de mandioca servida no copinho biodegradável feito com amido do próprio aipim.

Mandioca CozinhaBobó sem Mar (foto Mauro Holanda)

Vale destacar!

O menu completo do Mandioca Cozinha, restaurante localizado na Vila Buarque, é glúten free!

Lembrando que a macaxeira é rica em fibras, carboidratos, vitaminas, minerais, mas não tem glúten.

Madu Melo procura utilizar, na sua maioria, ingredientes orgânicos, produtos agroecológicos e de pequenos produtores.

O cardápio igualmente oferece opções veganas e vegetarianas.

Quem me atendeu no restaurante foi a Hortênsia, que chegou ao país vinda da Angola.

A casa está antenada com a importância de refletir em sua equipe a diversidade étnica, de gênero e cultural, tanto na cozinha quanto no salão.

Gosto quando as pessoas não apenas falam, mas fazem a diferença!

Madu emprega imigrantes de países como Angola e Congo, vindos de uma parceria com o Adus (Instituto de Reintegração do Refugiado), bem como hostess e atendentes transexuais, selecionados por meio da Transempregos.

Mandioca CozinhaFrango do Cerrado (foto Mário Rodrigues)

Mandioca Cozinha e o ingrediente principal

A casa traz receitas das cinco regiões brasileiras.

Utilizando diferentes tipos de mandiocas  mansa, branca e amarela, fermentada e não-fermentada.

A versatilidade do ingrediente, que é patrimônio cultural, faz com que possa ser apresentado nas formas:

– doce ou salgado;

– em petiscos de boteco ou pratos principais de grandes restaurantes;

– no café da manhã, almoço ou jantar;

– nas mesas brasileiras mais simples ou abastadas de Norte a Sul do Brasil.

Segundo a Embrapa, existem cerca de 250 tipos de mandiocas catalogadas em solo brasileiro e uma dezena de variações de subprodutos e usos.

Assim, entre eles, temos algumas opções utilizadas pela chef no Mandioca Cozinha.

A farinha do Uarini (Amazonas), o tucupi amarelo (Pará), a farinha de copioba (Bahia), a de tapioca (com massa feita na casa) e outras farinhas de diferentes cantos do país.

Mandioca CozinhaProvando o prato Cangaceiro – de acordo com a chef um dos mais pedidos da casa. Bommm!

Mandioca Cozinha – Menu

A proposta é ter uma boa relação custo-benefício, com pratos que variam de R$ 29,90 (preço do prato do dia, no almoço executivo de terça a sexta) a R$ 48.

Entre as opções do cardápio:

Cangaceiro (R$48) – cabrito grelhado com manteiga de garrafa, queijo coalho assado, macaxeira cozida, vinagrete e mexido de arroz, feijão verde (ou de corda, depende da temporada) e farofa de talos.

Bom demais! Carne macia, úmida, prato saboroso, bem temperado. Macaxeira desmanchando.

Frango do Cerrado (R$36) – galinhada de coxa e sobrecoxa de frango com pequi. Acompanhada de angu de mandioca e quiabo assado ;

Mandioca CozinhaPorco Sulista (foto Mauro Holanda)

Porco Sulista (R$38) – mignon suíno preparado com melado de rapadura, farofa de pinhão e abóbora assada, ao estilo dos pampas.

O toque adocicado do melado e da abóbora assada bem como a crocância da farofa de pinhão, trazem uma mistura saborosa para a carne de porco.

Mamma Brasiliana (R$ 35) – nhoque de mandioca dourado na frigideira com legumes sazonais e molho de tomate. Polvilhado com queijo da Fazenda Atalaia.

Mandioca CozinhaMamma Brasiliana

Assim também uma opção vegetariana é o Bobó sem Mar (R$ 32) – O creme de mandioca leva castanhas de caju tingidas no suco de beterraba. Acompanhado de arroz branco e farofa de dendê.

Conforme a chef um dos seus favoritos, pela lembrança emocional é o Cozido da Vó Nenzinha (R$ 38) – ensopado de carnes bovina e suína com legumes. Acompanhado de pirão de carne e arroz branco.

Delícia do Uarini (R$ 45) – peixe assado na folha de couve, regado com tucupi, acompanhado de farofa de farinha do Uarini com pimenta cumari, castanha-do-pará e jambu.

Mandioca CozinhaPudim da Casa

Doces

Enfim, chegamos às sobremesas!

Queria destacar:

Pudim da Casa (R$12) – de consistência mais firme feito com mandioca, toque cítrico, calda de cumaru e crocante de castanha do Pará.

Bem como vale provar o inusitado Da Terra (R$18) – tipo de brigadeiro de mandioca com farofa de cacau e ganache apimentado.

Mandioca Cozinha

Para Beber

Na carta de cervejas artesanais brasileiras, da mesma forma, tem rótulo com mandioca na composição, a Colorado Cauim, de Ribeirão Preto.

Dica da chef é provar a Cangaço´s Kingdom (Double IPA), da Caatinga Rocks (AL) – seca, longa e amarga, rica em aromas e sabores cítricos, decorrente da utilização de fortes lúpulos americanos, ideal para harmonizar com pratos marcantes e apimentados.

A carta de vinhos, igualmente nacional, destaca rótulos das vinícolas Guaspari, de Espírito Santo do Pinhal (SP) e Rio Sol, de Petrolina (PE).

No capítulo de drinks, o mixologista consultor Rafael Vidiri sugere, por exemplo:

Tiquira Tônica (tiquira, água tônica, gelo, limão, hortelã e mel de abelhas nativas);

Galo do Norte (cachaças branca e de jambu e cynar), releitura do clássico Rabo de Galo.

Mandioca CozinhaDa Terra

SERVIÇO

Mandioca Cozinha

www.mandiocacozinha.com.br

Rua Doutor Cesário Mota Junior, 187

Vila Buarque (próximo ao metrô Santa Cecília)

Tels: 11 2936-9427 e 99282-7556 (whats app)

Horário de funcionamento: abre apenas no almoço de terça a sexta, das 11h30 às 15h;

sábados, domingos e feriados, das 12h30 às 16h30.

Não abre às segundas-feiras.

+ Dicas de Restaurantes

Alessander Guerra

Envie uma mensagem