Folar de Páscoa

folar%20de%20carnes%203 thumb%5B3%5D - Folar de Páscoa

E mais uma receita de Páscoa que vem de Portugal. Agora uma Folar recheado de carnes. Receita típica da Páscoa na cidade de Vila Flor, zona Norte de Portugal, onde se chama Bôla de Carne. Estou gostando muito de aprender um pouco sobre a gastronomia portuguesa aqui no blog. A receita foi enviada pela Turbolenta do blog Petiskaky

“Esta é a minha participação.
Uma receita típica desta época do ano  e que se faz na zona Norte de Portugal, numa cidade chamada: Vila Flor.
Dá algum trabalho e requer um certo tempo.
Mas…. quem espera obter bons resultados sem  trabalhar?
Posso dizer que fica muito boa. E que vale mesmo a pena experimentar.”

 

Folar de Páscoa

(À MODA DE TRÁS- OS- MONTES)
Ingredientes:
1 Kg farinha sem fermento
12 ovos inteiros
100 Gr margarina
6 a 8 colheres sopa de azeite
50 gr fermento padeiro
Sal q.b.(cerca de 1 colher de sopa. Contar com o sal das carnes)

Carnes –  à gosto- (Ex: fiambre, chouriço, presunto, bacon, frango já cozinhado)

Como fazer:
-Batem-se os ovos inteiros muito bem.
-Junta-se o azeite à margarina amolecida e de seguida junta-se aos ovos batidos.
-Esta mistura vai a amornar em banho-maria, mexendo de vez em quando.
-Põe-se a farinha no alguidar onde se vai bater a massa e abre um buraco no meio.
-Quando os ovos estiverem mornos, despeja essa massa sobre a farinha.
-Junta-lhe o fermento (que foi desfeito num pouco de água morna e com o sal)
-Amassar tudo muito bem.
(A melhor maneira é sovar bem a massa com a mão), que deverá ficar com textura média. Não pode ficar muito rija. Mas também não pode ficar muito aguada. – se a achar muito dura, junta mais um pouco de água morna)
Se tiver batedeira com o dispositivo em espiral, para as massas, pode utilizá-lo.
– Tapar o alguidar e deixar a levedar (ATÉ CRESCER PARA QUASE O DOBRO DA MASSA INICIAL) cerca de 45 m a 1 hora

AS CARNES DEVEM SER AQUECIDAS ANTES DE AS PÔR SOBRE A MASSA.
Depois: dispor a massa em camadas alternadas com as carnes, sendo de massa a cobertura
GERALMENTE LEVA 3 CAMADAS DE MASSA E 2 DE CARNES.
PARA FACILITAR A TAREFA da colocação da massa no tabuleiro deve ter à mão um prato com azeite ou óleo para molhar as mãos e facilitar o manuseamento da massa, pois ela fica elástica. Mas, se preferir, pode untar uma mesa de pedra com um pano embebido num pouco de óleo.Então, com as mãos húmidas de azeite estende a massa de modo a ficar quase com a medida do tabuleiro.
Depois de gastar a massa e as carnes, deixa ficar a descansar 20 minutos.
A massa cresce bastante nesta fase.
Pincela com uma gema de ovo
Vai ao forno (cerca de 200º durante cerca de 30 m a 35 m) .Ver com o palito se está cozido.
O forno já deve estar pré aquecido.
Desenformar logo que tira do forno.

OBSERVAÇÕES
Eu costumo depois de pôr a gordura no tabuleiro, forrá-lo também com papel vegetal, também bem engordurado. Assim…..não há surpresas ao desenformar, pois por vezes, se carregarmos bem a carne para entrar melhor na massa , isso pode originar que não se despegue bem na hora de desenformar. E assim….não há surpresas desagradáveis .

Alessander Guerra

4 Comentários

  1. >Eu só conhecia o Folar doce. Salgado eu nunca comi, mas parece muito bom!
    Alguns pratos portugueses são mesmo trabalhosos, mas valem muito a pena.

    Bjo,
    Alessandra

  2. >isso é uma delicia, e tem sabor de infancia! Tinha uma vizinha portuguesa q fazia uma bôla maravilhosaem qq epoca do ano, alias. incrivel q lembro do gosto como se tivesse comido ontem! Vou fazer…

  3. >Os folares salgados são muito típicos da zona norte do país, há muita gente do sul que nem lhes conhece a existência mas eles são deliciosos 🙂

  4. >Adorei essa receita, vou anotar no meu caderno de receitas. Vou aproveitar para surpreender a galera no feriado da semana santa.
    Charles Vistos.

Envie uma mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CAPTCHA
Refresh

*