Restaurante na cozinha

Tudo começou em 20 de dezembro do ano passado (mas essa história eu vou contar em outro post). O fato é que dia 27 de janeiro (terça-feira) abrem as portas do: na cozinha(centro de gastronomia) – que reúne num só espaço (um sobrado na Haddock Lobo, 955 – Jardins) um gastro-pub de comida variada pilotado pelo chef Carlos Ribeiro, uma sala para cursos e eventos, redação do blog Comes e Bebes e do Sitegourmet (é minha gente o querido Kats é sócio do Carlos Ribeiro nessa empreitada) e ainda uma vitrine para venda e divulgação de serviços e produtos exclusivos.

Eles me convidaram para um jantar-teste, nessa segunda-feira dia 19. O que dizer do na cozinha?
3212521351 587f4d5b68 o - Restaurante na cozinha

couvert: focaccia de dendê, beiju de tapioca, broa salgada, pizza branca, compota de ameixa, terrine suína e manteiga. Isto estava no menu, mas veio também: caldinho de sururu e bolinho de arroz.
Picture+070 bx - Restaurante na cozinhaentrada: tartar de peixe com manga e azedinha e salada de flor de cambuquira com folhas brasileiras
Picture+079 bx - Restaurante na cozinhaOlha só esta cerâmica da Hideko Honma onde o prato principal foi servido!
Picture+091 bx - Restaurante na cozinhaprincipal: nhoque de batata com ragu de galinha caipira e quiabo
Picture+105 bx - Restaurante na cozinha
sobremesa: rabanada ao porto com sorvete de paçoca e caramelo de água de coco

Picture+100 bx - Restaurante na cozinha

sobremesa: degustação de doces brasileiros: umbu, jambo, araçá, buriti acompanhados de queijos. Tudo servido sobre uma tábua especial, dentro de cumbucas com colheres individuais de madeira

Picture+116 bx - Restaurante na cozinhaE o cafezinho com biscoitos para finalizar
Picture+119 bx - Restaurante na cozinhaMarcelo Katsuki (o Kats), eu, André Giovanni (sub-chefe) e o chef Carlos Ribeiro
Em primeiro lugar, que é na cozinha mesmo! Os azulejos estão lá para indicar onde estamos comendo, separados do fogão apenas por um vidro, onde trabalha freneticamente a equipe. E nesse clima acolhedor, como quem chega na tua casa e vai ver o que você está preparando na boca do fogão, é que funciona o restaurante.
O jantar-teste teve menu fechado para a degustação de alguns pratos que vão compor o cardápio à la carte da casa.
Foi um ritual!
Os pratos chegavam à mesa como oferendas, embaladas em utilitários delicados desenvolvidos pela ceramista Hideko Honma . Um cenário perfeito para o chef Carlos Ribeiro apresentar suas criações.
E a cozinha? Como é deliciosa a simplicidade! Dizer que a cozinha é despretensiosa seria um engano. Há sim uma pretensão: a de confortar. Tudo é pensado para que você sinta que é especial. Não é uma fábrica de: couverts, entradas, pratos principais e sobremesa é uma cozinha. Os azulejos estão lá, lembram? E lá também está o café coado na hora, convidando para voltar.

Alessander Guerra

2 Comentários

  1. >Adorei as loiças mas aqui em casa teria medo de as usar. Se uma partisse eu ia chorar 🙂
    Não conheço nenhum dos doces brasileiros mas com os queijinhos ao lado eu não ia resistir 🙂

Envie uma mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CAPTCHA
Refresh

*