A incrível jornada do Bolinho Caipira em busca de seus verdadeiros pais

Bolinho+Caipira - A incrível jornada do Bolinho Caipira em busca de seus verdadeiros pais

Era uma vez um Bolinho chamado Caipira. Tal e qual uma lenda, sua história começou um dia faz muito tempo, mas ninguém sabe bem quando nem onde.

Assuntando aqui e acolá tem gente que jura de pé junto que ele nasceu pelas mãos dos índios puris (que habitaram em tempos lá pra trás o Vale do Paraíba). Naqueles idos a sustância do moço era composta por farinha, água e peixe.

Mas o causo vai além, outras línguas relatam que com a vinda dos portugueses, o bolinho ganhou carne de porco. E hoje também se acrescenta à formosura do dito cujo um bocado de linguiça.

Enfim a cara está aí no retrato do Flávio André da Prefeitura de Jacareí. A briga da paternidade é boa, tanto que ele vai ser alvo de festa que começou hoje e vai até domingo. E sabem da maior? Vai virar Patrimônio Cultural de Jacareí.

Se alguém tiver outro DNA do Bolinho Caipira que se habilite.

Feira do Bolinho Caipira
Data: 17, 18 e 19 de julho, das 18h às 21h
Local: Pátio do Museu de Antropologia do Vale do Paraíba – Rua XV de Novembro, 143 – Centro – Jacareí
Atrações: barracas com os três tipos de bolinho caipira e atrações musicais.

Alessander Guerra

5 Comentários

  1. >Oi Alexander, esse bolinho delícia é aqui da minha terra, Jacareí. Como desde criança em toda festa junina.
    Legal vc dar esse espaço a nossa cultura.
    Beijos
    Ciumara

  2. >Puxa Ale…
    mudastes a cara do blog, está lindo… mas tirastes a lista dos blogs amigos? why??? Eu vinha conferir o teu, mas aproveitava e sempre visitava uns outros blogs diretão… :/

Envie uma mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CAPTCHA
Refresh

*