>Se não puder fazer tudo, faça tudo o que puder

>

foto home new - >Se não puder fazer tudo, faça tudo o que puder Esse é daqueles posts que eu não gostaria nunca de ter de fazer por aqui. Estou com um nó enorme na garganta prestando atenção no olhar dessa criança (quem disse que homem não chora?). Se falamos aqui de comida, não podemos nunca nos esquecer da fome. Quem ajuda o Médico Sem Fronteiras recebe uma carta de um médico que está no local, nesse caso a Etiópia.

Recebi uma do médico carioca David Souza, que me relata o que tem passado por lá em seus atendimentos diários com cerca de 150 consultas do nascer ao pôr do sol. Não vou contar o que ele escreve, porque não quero causar aqui mais comoção. Prefiro homenageá-lo dizendo: Me orgulho da sua coragem! Eu, desmoronaria.

Ajude quando e com quanto puder. Eu hoje, você amanhã, cada um fazendo o que pode e o pouco logo vira muito.
Queria pedir aos blogs amigos que me ajudassem nessa divulgação.

R$32,00 = Vitamina A para 300 crianças (previne a cegueira)
R$43,00 = Uma semana de alimento terapêutico (plumpy nut) para duas crianças gravemente desnutridas
R$54,00 = Leite enriquecido (F75) para 10 crianças gravemente desnutridas
R$65,00 = Leite enriquecido (F100) para 25 crianças gravemente desnutridas
R$120,00 = Kit médico completo para o tratamento de uma criança desnutrida
R$240,00 = Vacinação contra o sarampo para 80 crianças desnutridas
Você pode acessar MSF conhecer mais do projeto e fazer sua doação on-line

Alessander Guerra

7 Comentários

  1. >Alessander, é uma vergonha com os avanços de hoje em dia uma criança ainda passar fome. Obrigado por divulgar o MSF. Vou lá agora conhecer e ver como posso ajudar. Abraços.

  2. >Beto, que bom que vai se engajar nessa luta.

    Dricka precisamos criar uma rede com iniciativas assim. Temos o dever de fazer a nossa parte.

    abs

  3. >ALE,

    Parabéns pela sensibilidade e cidadania!

    Essa frase que você citou, por coincidência, é um dos meus motes de vida.

    Vou informar-me entrando no site.

    Beijos

  4. >E pensar que milhões de pessoas sofrem de obesidade. Este mundo vive uma falta de equilibrio repugnante e que eu condeno. Quem mais pode ajudar, fecha os olhos e faz ouvidos de mercador. Iniciativa fantástica assim como apadrinhar uma criança em Africa 🙂

  5. >Lena eu acho que se levarmos esse lema para a nossa vida, seremos muito mais realizados.

    Ameixa e não é uma disparidade absurda essa?

    bjs

  6. >adorei o post… também ando fazendo uma campanha para ajudar pessoas, mas em um lugar mais próximo da gente: Santa Catarina

    se puder, dá uma passadinha no meu blog… e ajuda!

    abraços

Envie uma mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CAPTCHA
Refresh

*