>Gastromotiva

>

“Qualquer escola forma cozinheiros, a Gastromotiva forma cidadãos melhores”, das muitas palavras que foram ditas durante todo o congresso Mesa Tendências (organizado pela revista Prazeres da Mesa e o Senac de São Paulo) essa frase foi uma das que mais me marcou.

  Gastromotiva DavidHertz5 - >Gastromotiva

David Hertz – idealizador da Gastromotiva

Refletindo sobre: “O que a Gastronomia pode fazer pelo Planeta?”, tema do congresso focado na sustentabilidade; posso dizer com toda a certeza que a “Sustentabilidade de fato” só é possível quando transforma a vida das pessoas. Na prática, é impossível o ecologicamente correto sem o socialmente justo!

A verdadeira geração de renda, gera também trabalho e dignidade. Gera a não dependência. Gera cidadãos. Cidadãos que também se transformarão em agentes de mudança. É um trabalho de formiguinha, mas quem observa as formiguinhas sabe que elas sempre fazem um ótimo trabalho!

Empresários como David Hertz (idealizador da Gastromotiva) praticam o que foi dito pelo presidente do Slow Food, Carlo Petrini: “Quem semeia a utopia colhe a realidade”.

E a utopia Gastromotiva, que nasceu em agosto de 2005 com o objetivo de transformar a vida de jovens carentes tendo como meio a gastronomia, hoje colhe muitas realidades. Com a palestra: “Uma nova visão de negócio que capacita, integra e democratiza a gastronomia” David Hertz mostrou isso ao público do Mesa Tendências.

Tudo começou com o programa de capacitação de jovens (empresários participem desse projeto!) que já vai para a 5a. turma e formou vários profissionais para o mercado.

Então, veio o Bufê Gastromotiva, que hoje é a principal fonte de renda para o Curso Profissionalizante em Cozinha. Gera trabalho, renda e experiência para os profissionais formados pela instituição.

Daí surgiu um projeto multiplicador que é a Incubadora Social Gastromotiva. É, as formiguinhas começam a se multiplicar!

Este projeto ainda é piloto e tem 4 empreendedores de baixa renda. Uma delas é a Katiuscia Farias Vasconcelos, que disse no palco do Mesa Tendências a frase do início do post. Ela já produz sua própria linha de doces que atende ao Bufê Gastromotiva e outros pequenos clientes por encomenda.

Outra é a Ana Laura, moradora de Paraisópoils. Seus eventos no bairro têm sido um sucesso, tanto que precisou chamar outras pessoas para ajudarem nas festas. A Gastromotiva está dando todo o suporte para ela conseguir um espaço, estruturar sua empresa e desenvolver um plano de negócios para receber apoio de microcrédito.

Gastromotiva TaneaRomo KitandaBrasil%5B1%5D - >Gastromotiva Tanea Romão da Kitanda Brasil, parceira da Gastromotiva (David Hertz ao fundo) fala do projeto de desenvolvimento de produtos

Até parece que as coisas acabam por aqui! Nada! Vem aí a linha de produtos. “Neste ano firmamos uma parceria com a Enivrance, uma empresa de inovação em food service que está em Paris (França) e nos apóia para lançar uma linha de produtos para o mercado nacional e para exportação. Eles estão desenvolvendo conosco toda a estratégia de mercado, além de embalagem e programação visual. Essa linha será lançada em março de 2011.” me escreve David Hertz.

Nessa empreitada ele conta com a ajuda da Tanea Romão da Kitanda Brasil (Gonçalves – MG). “Ela é nossa sócia na área de desenvolvimento e produção de produtos. Estamos criando junto o conceito do uso 100% do alimento. Então nosso primeiro produto em conjunto é o chutney de casca de maracujá com pimenta. Ainda estamos em fase de desenvolvimento da linha, mas trabalharemos com tomates, raízes, frutas, etc. Também usaremos insumos das fazendas orgânicas da região como o Sítio Gralha Azul para co-criar produtos sazonais.” explica Hertz.

E esse chutney de casca de maracujá com pimenta que o David falou acima, foi vendido na Semana Mesa SP e pode ser comprado pelo site da Gastromotiva (lá está como geleia de maracujá e pimenta). Eu comprei, provei, aí está a foto. Só posso dizer que é delicioso e acompanharia uma carne maravilhosamente bem. Aliás, acabou de me ocorrer que se eu fizesse uma cheesecake, ele poderia dar um toque especialíssimo.

Gastromotiva Chutney1 thumb1 - >Gastromotiva

Gente, fala a verdade: Pra que perder tempo fazendo tudo em casa? Aproveitem para comprar produtos de boa procedência e qualidade, economizem seu tempo e ajudem nesse trabalho de formiguinha também. Enfim, colaborem para um mundo efetivamente mais Sustentável!

Alessander Guerra

2 Comentários

  1. >Nossaaaa! Que sensacional! Amei demais o post, tudo o que eu queria ler…vou começar a fazer gastronomia pelo IESB em Brasília e estou super empolgada com o suporte da faculdade e todo o respeito que ela tem com a nossa profissão…fico bastante orgulhosa quando vejo matérias desse tipo, só me motiva mais. Parabéns por esse espaço na web, é um motor para muitos que estão iniciando a carreira.
    ABraços.

  2. >Olá Alessander, boa noite!

    Por incrível que pareça somente hoje li seu post sobre a palestra da Gastromotiva e gostaria de compartilhar um pouco mais das minhas conquistas.
    Costumo dizer que a minha vida se divide em dois momentos: antes do curso na Gastromotiva e depois do curso.
    Hoje meu projeto dos doces faz parte da encubadora da gastromotiva o qual dará vida e alicerce a minha empresa.
    Também passei acreditar muito mais no meu potencial e fui atrás de uma bolsa de estudos. Fiz a prova do Enem, me cadastrei no Prouni e consegui 100% de bolsa para cursar Gastronomia na São Marcos.
    Hoje estou correndo atrás de conhecimento para me preparar cada vez mais.
    Também sou voluntária como professora em um curso de cozinha no projeto Arrastão, vou a cada 15 dias, e também tenho muitos projetos para iniciar.

    E hoje eu repito a frase: “"Qualquer escola forma cozinheiros, a Gastromotiva forma cidadãos melhores" e complemento: eles nos fazem acreditar que somos capazes!!!!

    Um grande abraço e sucesso!!!!

    Katiuscia Farias de Vasconcelos

Envie uma mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*