Queijo Coalho Pernambucano

Queijo%20Coalho thumb%5B4%5D - Queijo Coalho Pernambucano

A origem do Queijo Coalho Pernambucano foi o assunto da palestra do chef César Santos do restaurante Oficina do Sabor no congresso Mesa Tendências, evento que faz parte da Semana Mesa SP organizadas pela revista Prazeres da Mesa e o Senac de São Paulo, que teve como tema desse ano a Sustentabilidade.

Munido de uma colher de pau, mais um item que estamos proibidos de utilizar na “democracia” brasileira; o chef começou a nos mostrar em vídeo esse queijo, que é um patrimônio gastronômico pernambucano que luta por uma denominação de origem.

O grande problema é que a inquisição dos alimentos no Brasil proíbe a utilização de leite cru. O leite precisa ser pasteurizado para que não provoque danos à nossa saúde. Agrotóxicos, conservantes, aditivos, etc, são muito bons para a nossa saúde e devem inclusive serem consumidos em larga escala; mas queijo com leite cru faz um mal danado!

O queijo de coalho pernambucano só é permitido para consumo dentro do Estado. Como é o caso do queijo da Canastra em Minas Gerais, que mesmo sendo desde 2008 considerado patrimônio nacional pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) não pode ultrapassar “legalmente” as fronteiras mineiras.

Enfim, muamba da boa agora é queijo!

 

Foto: Alessander Guerra – foto do vídeo feito pelo chef César Santos. Nesse prato, uma Tortina feita pelo chef Duca Lapenda.

 

 

Alessander Guerra

8 Comentários

  1. >Queijo coalho não só em Pernambuco, mas no nordeste como um todo tem outro nível msm… aqueles de pauzinho nem tem graça…

  2. >Ainda bem que a vigilância não passa pela minha casa, pois a colher de pau reina por aqui.
    Assim como o queijo minas, se só é bom é Minas mesmo, o queijo coalho no Nordeste tem sabor único e consistência perfeita.
    Onde estão os "Al Capone"s para difundirem essas iguarias ao pobres mortais que tão distante delas estão?

  3. >Acho que qualquer dia vou ser preso por tráfico de queijo de coalho, passa de caju, mel de engenho, uva-passa recheada & otras cositas más…O queijo de coalho pernambucano, no café da manhã, fica macio, derretendo. Aqui, fica uma coisa borrachuda…

  4. >e um professor da Eng. de Alimentos da UFC disse:
    "queijo coalho começa a prestar com 30 dias de idade, quando o ministério diz que ele está ruim"

Envie uma mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CAPTCHA
Refresh

*