Receita de Varenikes

Quando aparecer a primeira estrela na noite de 18 de setembro, cerca de 110 mil judeus de todo o país comemorarão a chegada do ano 5770. Como o calendário judaico é lunar, o anoitecer marca o início de Rosh Hashaná, “cabeça do ano” em hebraico. O Ano Novo no judaísmo celebra a criação do homem e é seguida pela data mais importante da religião: o Iom Kipur, ou Dia do Perdão. (leia mais no final do post).

Varenikes (Raviole de Batata e Cebola) – by Andrea Kaufmann

Obs: a chef prepara o banquete completo  para comemorar as datas. Acesse o site da AK Delicatessen
Massa
280 g de farinha de trigo
120 g de farinha de semolina
4 ovos

Recheio
4 batatas
160 g de cebola escura (receita abaixo)
sal/pim

Cozinhe a batata, como que para purê. Esprema-a. Tempere com sal e pimenta branca.Misture a batata cozida à cebola escura

Cebola Escura

4 cebolas picadas

50 gr de azeite
100 gr de shmaltz (preparação abaixo)
20 gr de açúcar mascavo
sal/pimenta branca

Modo de Fazer:

Em fogo baixo, sue a cebola lentamente (aproximadamente 40 min) na gordura até ela ficar na tonalidade marron escura.


Shmaltz

400 gr de pele de galinha e suas gordurinhas

1 cebola ralada

Modo de Fazer:
Em fogo baixo, dissolva a pele e a banha com a cebola
Coe em uma peneira
Ao esfriar irá se formar uma “manteiga” de galinha, que caracteriza os aromas e sabores judaicos


Rosh Hashaná (Ano Novo Judaico) e Iom Kipur ou Yom Kippur (Dia do Perdão)

O novo ano é recebido com uma celebração solene e também festiva. Famílias se reúnem no jantar e ingerem alimentos simbólicos: a maçã com mel carrega o desejo de um ano doce, a chalá (pronuncia-se ralá), um pão em formato espiralado, representa a continuidade e o anseio de um ano sem conflitos e a romã é um pedido que os méritos sejam numerosos como suas sementes. Além disso, costuma-se comer peixe, um animal que sempre nada para frente. Outra tradição ligada à alimentação é a de evitar temperos amargos, para que a amargura não se reflita no ano seguinte.
Nas sinagogas, as orações incluem o toque do Shofar, instrumento feito de chifre de carneiro. Rosh Hashaná marca o início dos “Dez dias de Arrependimento”, que se encerram com Iom Kipur. Esta data é considerada a mais sagrada do calendário judaico, pois é um momento introspecção completa e perdão por pecados cometidos. O jejum de um dia é feito para que seja atingido tal grau de reflexão.
“Esperamos que 5770 seja um ano que traga mais paz, mais democracia e mais justiça social ao nosso planeta, a fim de que possamos dar um passo importante rumo à concretização do sonho de viver em um mundo melhor”, diz Claudio Lottenberg, presidente da Confederação Israelita do Brasil.
fotógrafo: Tadeu Brunelli

Alessander Guerra

3 Comentários

  1. >Estamos muito atrasados em relação aos Judeus he he
    Essa receita de Varenikes deve ser muito boa mas dá um trabalho pra fazer, né? Adoro batata 🙂

  2. >Eu assisti ela quando apareceu no Mais Você, já li algumas revistas que ela deu entrevista, acho que foi a Veja SP não me lembro, ja faz tempo. Que legal receita dela. Obrigada meu lindo!

  3. >É ameixinha que são meros 2009 anos, não?

    Priscila quando vier a Sampa uma passagem pelo AK vale à pena. Esses varenikes são deliciosos!

Envie uma mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*