>A revolta da Flor de Sal

>

A Anvisa proibiu a importação da Flor de Sal. É minha gente! Quem não está no Twitter está perdendo. A notícia começou com a chef Roberta Sudbrack, eu retransmiti, a Tatu também twittou e a indignação chegou na Pat Feldman.

Dois posts sobre a revolta da Flor de Sal

Chef Roberta Sudbrack – Salvem a Flor de Sal

Pat Feldman – O sal que eu vou continuar usando aqui em casa

E não é só, a chef Andrea Kaufmann da AK Delicatessen twittou que também proibiram a Papoula e 5 pratos de seu restaurante tiveram que sair do cardápio.

A pergunta que não quer calar: Será que a vigilância sanitária também vai proibir aqueles baita ratões que ficam circulando pelo Congresso?

Alessander Guerra

5 Comentários

  1. >Olha, eu reforço a minha indignação.
    A última vez que fui à uma delicatessen famosa aqui em Brasília e o vendedor queria por que queria me vender Flor de Sal. Dizia ele que a Anvisa iria proibir a venda. Eu não dei bola, já que tinha flor de sal em casa, mas tudo acaba uma hora. Enfim. Essa semana voltei à delicatessen, não sabia da novidade e implorei por Flor de Sal. Eu devia ter estocado!!!
    Mas é assim, nossas comidinhas cada vez ficando mais pobres de coisas gostosas. Digo o mesmo da papoula.

  2. >Nossa, as coisas por aí estão mesmo ruins. Há uns tempos que sei que são proibidas as sementes de papoila e agora a flor de sal?
    Não entendo, acho que ninguém entende né?

  3. >Neste caso, eu propago as sábias e refinadas palavras de Álvaro Pessoa: Existem aqueles que deixam o fracasso lhes subir à cabeça. Essa é hoje uma doença endêmica entre os chefes de estado (com letra minúscula mesmo) da América Latina.
    Passando adiante a situação!
    Beijos!

  4. >Não me conformo. Eu quero poder escolher qual sal vou usar na minha cozinha.
    Me parece até absurdo proibir um produto natural e puro quando estão vendendo aos montes tanta porcaria industrializada, cheia de corantes e aromatizantes, que nitidamente são prejudiciais a nossa saúde.
    Imagina o processo todo que o sal precisa passar, e ainda tem que receber o iodo… quando chega até nós já não serve para muita coisa, virou "porcaria" inorgânica de difícil absorção.
    Por que será que um produto natural, que acredito que seja na medida certa, que não é prejudicial a nossa saúde, tem que ser proibido?
    Não consigo entender.

Envie uma mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CAPTCHA
Refresh

*